A ciência na construção de Portugal

No passado dia 16 de Setembro de 2021 foi apresentada a colecção de livros Ciência Tecnologia e Medicina na construção de Portugal na Aula Magna da Reitoria da Universidade de Lisboa

A ciência na construção de Portugal
Ana Simões, Maria Paula Diogo, Rui Tavares, José Vitor Malheiros e Álvaro Ferreira da Silva (Da esquerda para a direita)

A colecção tem a coordenação de Maria Paula Diogo e Ana Simões e é composta por 4 volumes:*

  • Vol. 1 — Novos horizontes. Séculos XV-XVII, coordenado por António Sánchez, Palmira Fontes da Costa e Henrique Leitão. O livro aborda o desenvolvimento das práticas científicas, tecnológicas e médicas durante a construção do império colonial português.
  • Vol. 2 — Razão e progresso. Século XVIII, coordenada por Ana Simões, Marta Lourenço e José Alberto Silva. Explora os trânsitos da ciência no império português setecentista, identificando actores, grupos e redes, e explorando as suas intricadas articulações, negociações e apropriações.
  • Vol. 3 — Identidade e ‘missão civilizadora’. Século XIX, coordenado por Ana Carneiro, Teresa Salomé Mota e Isabel Amaral. Incide sobre o modo como as ciências influenciaram as concepções, decisões e acções políticas, económicas e sociais, contribuindo para a construção da identidade de Portugal enquanto Estado-nação e potência colonial entre 1850 e o início do século XX.
  • Vol. 4 — Inovação e contestação. Século XX, coordenado por Maria Paula Diogo, Cristina Luís e M. Luísa Sousa. O volume centra-se nos papeis assumidos pela ciência ao longo dos quatro regimes políticos: monarquia, Primeira República, Estado Novo e democracia.

[Livros podem ser adquiridos directamente no site da editora Tinta da China – clique sobre a imagem]

* Informação retirada da sinópse de cada volume.